Taça de Portugal: Fundão falha final

O Benfica venceu o Fundão por 2-1, numa partida das meias-finais da Taça de Portugal de futsal. Os golos vitoriosos dos pupilos de Joel Rocha só surgiram no segundo tempo, após uma fase inicial mais equilibrada.

A turma encarnada., após a vitória contundente nos quartos-de-final frente ao Quinta dos Lombos, foi o primeiro a aproximar-se da baliza. Logo aos dois minutos, num lance confuso dentro da área do Fundão, a bola acabaria por embater no poste da baliza de Costinha.

O equilíbrio foi a nota dominante da primeira parte, com oportunidades para ambas as equipas. Os guarda-redes decidiram vestir as suas capas de “super-heróis” e foram as figuras do primeiro tempo. Roncaglio foi o primeiro a dizer “presente” com uma enorme defesa aos quatro minutos, após remate de Márcio. Costinha não se deixou ficar e, com um par de defesas, evitou o golo do Benfica ainda antes dos dez minutos de jogo. No que se jogou do primeiro tempo, o Benfica foi ligeiramente superior, mas os homens da Beira não deixaram de assustar o guardião encarnado. O 0-0 registado ao intervalo era enganador, face às várias oportunidades de golo criadas pelas duas equipas.

Os primeiros cinco minutos foram uma verdadeira réplica daquilo que se passou no primeiro tempo. Ao contrário do primeiro tempo, desta vez foi o Fundão o primeiro a criar perigo, mas Roncaglio estava atento à investida de Gui. Com o decorrer do cronómetro, o Benfica aumentava a sua pressão na área da equipa de Nuno Couto, com Costinha a continuar a apresentar-se a um alto nível.

Contudo, o guardião nada pôde fazer para evitar o golo inaugural do Benfica. Tiago Brito, com um remate potente, fez o primeiro golo da tarde e colocou o Benfica em vantagem. No minuto seguinte, os lisboetas conseguiram fazer o segundo, aproveitando um erro de Pauleta. O internacional português perdeu um esférico para Chaguinha, este serviu Robinho e o último não deu hipóteses ao guarda-redes Costinha com um forte remate cruzado.

O Fundão não baixou os braços e foi em busca do seu primeiro golo na partida, avançando cedo com o 5×4+GR à passagem do minuto 34. Pauleta assumiu a posição de guarda-redes, mas acabaria por ceder o seu lugar a Mário Freitas minutos depois. Com o último, o Fundão criou mais perigo junto à baliza do Benfica. Gui, aos 37 minutos, deferiu um remate forte que acabaria por embater no poste. Mário Freitas acabaria mesmo por ser a figura dos pupilos de Nuno Couto na fase final. O ex-Benfica, de 29 anos, finalizou uma boa jogada do Fundão para voltar a colocar os beirões na disputa pela eliminatória. A menos de 20 segundos do final, Pauleta esteve perto de ser o herói, mas as intenções do jogador do Fundão “esbarraram” no poste da baliza dos encarnados. A ferro e fogo, o Benfica conseguiu aguentar a pressão final do Fundão e carimbou a sua presença em mais uma final da Taça de Portugal de futsal.

Com este resultado, o Benfica marca encontro com o Sporting na final da Taça de Portugal de futsal. A partida terá início às 17:00H, no Multiusos de Gondomar.

In Futsal Global

Ficha de jogo