Candoso dificultou, mas Fundão venceu

O Pavilhão Desportivo do CR Candoso compôs-se para receber o encontro a contar para a 7ª jornada da Liga Placard. CR Candoso e AD Fundão, apenas separados por três pontos, defrontaram-se na pequena vila do concelho de Guimarães, e lutaram até ao fim do jogo pelos três pontos. No final, a vitória caiu para o lado da equipa que viajou desde a capital da cereja, por 2-3.

Mal soou o apito do árbitro, o CR Candoso começou a pressionar. O golo da equipa da casa surgiu logo no primeiro minuto, quando João Abreu recebeu a bola no meio campo e só parou quando a bola beijou as redes da baliza de Costinha.

Após o tento dos vimaranenses, surgiram oportunidades para dilatar por parte de Fábio Miranda, mas foi o Fundão que chegou ao empate. Aos cinco minutos, Bocum surgiu à entrada da área para finalizar um canto batido por Mário Freitas.

Até ao intervalo, as oportunidades dividiram-se por ambas as formações, mas não houve mais golos. 

No início do segundo tempo, o ritmo não foi tão intenso. Os guarda-redes brilharam, até que, em apenas um minuto, a AD Fundão virou o resultado do encontro. O 1-2 surgiu dos pés de Hirata: o japonês só teve de encostar.

Logo a seguir, foi Mário Freitas a marcar o terceiro, após uma boa jogada coletiva, com um remate fora de área. Foi após uma pausa técnica pedida pelos vimaranenses que se assistiu a um episódio menos bonito.

Os adeptos da casa iniciaram assobios e cânticos de cariz racista, com o árbitro a parar o encontro. Vários jogadores do CR Candoso e o próprio presidente prontificaram-se a acalmar os ânimos das bancadas. No regresso ao jogo, o Candoso apostou no guarda-redes avançado, o que deu resultado logo no minuto seguinte. Julinho aproveitou a boa jogada individual do colega João Abreu, e reduziu para a turma da casa, dando esperanças de um resultado diferente.

No entanto, quando a buzina tocou, o placard mostrava o 2-3 final. A AD Fundão somou a segunda vitória na Liga Placard, enquanto que o Candoso somou a sexta derrota consecutiva.

Texto retirado do zerozero.pt: https://www.zerozero.pt/news.php?id=265871

#ONossoGritoContinua