Vitória em Ponte de Sor

Quinze golos num só jogo e com várias reviravoltas no jogo, até Gui colocar uma decisão sobre a partida, a 16 segundos do final do encontro – e quando o Fundão estava em superioridade numérica. Em casa do Elétrico de Ponte de Sor, as coisas começaram a sorrir para os alentejanos mas a turma de Nuno Couto aproveitou a expulsão de Wendell a dois minutos do fim para carimbar uma vitória por 7-8, em jogo da oitava jornada da Liga Sport Zone.

Numa primeira parte recheada de golos, Elétrico partiu na frente e, logo no primeiro minuto, surpreendeu os beirões com uma entrada forte e que culminou com o golo de Nem, a colocar o marcador a trabalhar. Não tardou a começar o festival de golos em Ponte de Sor, com Marinho a dilatar a vantagem da turma da casa, aos cinco minutos. A resposta surgiu no reatar da partida, com Gui a marcar o primeiro da tarde e a travar os precoces festejos do Elétrico.

Gui desbloqueou o caminho para a baliza de Diogo Basílio (que substituiu Paulo Victor) e a partir daqui o Fundão aproveitou para controlar o jogo e marcar golo atrás de golo. Mário Freitas restabeleceu o empate inicial e assistiu Pauleta para a cambalhota no marcador. Ainda não tínhamos chegado a meio do primeiro tempo e Marinho quase devolvia o empate, mas o atleta do Elétrico acertou no poste.

O conjunto de Nuno Couto ainda tinha muitos golos para oferecer na primeira parte. Aos 14 minutos, Allan Guilherme fez o quarto dos beirões, abrindo caminho ao golo de Gui e de Pauleta, que deixaram o jogo em 2-6 a quatro minutos do intervalo. A primeira parte não estava ainda acabada. Uma grande penalidade e um livre de dez metros nos últimos dois minutos reduziram as diferenças com Nem e Marinho, respetivamente, a marcarem para a equipa de Kitó Ferreira.

Num jogo com grande intensidade – e muitos cartões amarelos exibidos -, o Fundão mostrou mais argumentos perante a equipa da casa e Mário Freitas ampliou o resultado aos 25 minutos, com o sétimo dos fundanenses. O jogo não era tão rápido – nem tão eficaz – como na primeira parte, mas o golo de Mário Freitas empurrou Kitó para a estratégia de guarda-redes avançado e deu mesmo resultado, com o 5-7 a surgir à meia hora de jogo.

Renan Fuzo, com três minutos para jogar em Ponte de Sor, deu alento aos homens da casa, mas foi Chico a vestir a pele de herói a dois minutos do fim, com o golo do empate, colocando o marcador em 7-7, quando faltavam dois minutos para jogar.

A tarefa não estava fácil para Kitó Ferreira que viu Wendell, na sequência de uma entrada sobre Pauleta, e ficar com um a menos, nos minutos derradeiros da partida. O Fundão pressionava na tentativa de aproveitar a superioridade numérica e a 16 segundos do fim, Gui – quem mais? – decidiu a partida a favor dos beirões com o 7-8 final, numa partida recheada de golos e reviravoltas.

In Futsal Global

Ficha de Jogo: http://www.adfundao.pt/fixture_and_result/jornada-6/