Fundão conquista os primeiros pontos

A segunda jornada da Liga Placard colocou frente a frente duas formações que tinham sido derrotadas na primeira ronda. O Leões Porto Salvo recebeu a AD Fundão na tarde deste sábado, com a formação visitante a revelar extrema eficácia para triunfar por 1-4.

O Pavilhão do Leões Porto Salvo viu uma primeira parte com maior ascendente da equipa orientada por Rodrigo Pais de Almeida, depois de uma melhor entrada dos visitantes nos primeiros instantes. Com o avançar do relógio, os homens da casa assumiram as rédeas do encontro e as oportunidades foram-se acumulando. Contudo, todas esbarraram num só fator: Júlio César.

O guarda-redes da formação visitante foi o homem da partida, ao colecionar um enorme número de defesas que mantiveram a baliza do Fundão inviolável durante toda a primeira parte. A equipa visitante conseguiu sacudir um pouco a pressão após Nuno Couto ter pedido uma pausa técnica, e o remate ao poste de Jair Pereira serviu de aviso para o que estava para vir. Ao minuto 17, uma recuperação de bola em zona adiantada permitiu à AD Fundão ficar em superioridade numérica, num contra-ataque que terminou com um desvio de calcanhar de Mário Freitas para o fundo das redes. O golo do camisola 17 visitante fazia a diferença ao intervalo.

A segunda parte arrancou a um ritmo frenético, com Edgar Varela e Hiroshi a desperdiçarem ocasiões para o Fundão e para o Leões, respetivamente. A equipa da casa demonstrou sempre muita incapacidade de decidir bem na transição e foi de um desses lances que nasceu o segundo golo da partida. De um contra-ataque em superioridade numérica (3×2) mal finalizado por parte do Leões, nasceu o contra-ataque da AD Fundão que terminou com o 0-2, apontado por Jair Pereira.

A equipa da casa procurou responder, mas Júlio César foi sempre negando o golo. O guarda-redes do Fundão só não conseguiu evitar o golo de Rúben Santos aos 31 minutos, depois de uma recuperação de bola de Fábio Aguiar, que deixou o camisola 30 isolado para fazer o 1-2. No melhor momento da equipa durante a segunda parte, o Leões podia ter chegado ao empate no minuto seguinte. Diogo Santos encheu o pé à entrada da área e Júlio César correspondeu com a defesa da tarde, num voo de grande categoria.

Numa altura em que intensificava a pressão e se aproximava do empate, o Leões Porto Salvo sofreu um revés, com uma grande penalidade cometida a cerca de cinco minutos do final. Chamado à conversão, Mário Freitas aproveitou para bisar e devolver a vantagem de dois golos aos forasteiros. Até ao final, Rodrigo Pais de Almeida recorreu ao 5×4+GR, com Rúben Santos como guarda-redes avançado, mas não conseguiu mais do que sofrer o quarto golo. Mário Freitas recuperou a bola junto à entrada da área do Fundão e aproveitou a baliza deserta para rubricar o hat-trick.

Apoiada numa exibição impressionante de Júlio César e na eficácia de Mário Freitas, a Desportiva do Fundão somou os primeiros três pontos na Liga Placard, ao passo que a formação de Porto Salvo continua sem vencer. Na próxima jornada, o Leões visita a Burinhosa e a AD Fundão volta a jogar fora de portas, desta feita no reduto do Modicus.

Texto retirado do zerozero.pt: https://www.zerozero.pt/news.php?id=262761

#ONossoGritoContinua